Crédito para aquisição de veículos por pessoas físicas representa 4,7% do PIB brasileiro e 29,4% todo o crédito concedido às pessoas físicas no Brasil. Com a maior oferta, muitas pessoas já podem pensar em realizar o sonho de comprar o primeiro zero quilômetro. Conhecer as opções de financiamento, vantagens e desvantagens, é o primeiro passo para tomar a melhor decisão na hora de comprar o carro e o crédito.

Consórcio, CDC (crédito direto ao consumidor) e leasing são as modalidades disponíveis, todas com prazo máximo de 60 meses (cinco anos), e prazo médio, de 40 meses, e todos com uma regra básica em comum: quanto maior é a entrada, menores são os juros do financiamento.

O consórcio é uma compra planejada. É a modalidade escolhida por quem quer pagar juros mais baixos ou por quem tem o hábito de trocar o carro de tempos em tempos. Ao adquirir um consórcio o consumidor paga uma mensalidade que será reajustada anualmente mais uma taxa mensal de administração, que, segundo a ABAC (Associação Brasileira das Administradoras de Consórcio), é de 0,25% ao mês, em média. A desvantagem é que o carro não sai imediatamente: é preciso ser sorteado (os sorteios são mensais) ou dar um bom lance. Quem tem dinheiro para dar uma boa entrada em um financiamento, pode usar esse dinheiro em um lance, pagar juros mensais menores ao longo do financiamento e até encontrar prazos maiores. A vantagem é que ao fim do consórcio o valor pago não é muito superior ao valor do carro, paga-se apenas 1,25 vezes o valor do carro.

Muito utilizado em outros países como nos Estados Unidos, o leasing, um tipo de aluguel com opção de compra ao final do contrato, não é muito popular entre os brasileiros, ao menos entre as pessoas físicas, é mais utilizado por empresas. Os juros do leasing são mais baixos do que os do financiamento e não há cobrança de IOF (Imposto sobre Operações Financeiras) que eleva o valor de compra do veículo. Para os brasileiros uma das desvantagens do leasing é o fato do veículo ficar em nome do banco até o fim do prazo de pagamento. Dessa forma, a retomada do carro em caso de não pagamento é mais rápida. Ao fim do prazo de leasing o consumidor terá pago 1,56 vezes o preço do carro.

O CDC é a modalidade mais utilizada e quando se fala em crédito direto ao consumidor este financiamento pode ser contratado tanto na concessionária, quanto no banco, em ambos os casos paga-se IOF. No banco o CDC é uma espécie de crédito pré-aprovado. Contratar o CDC nas concessionárias tem como vantagem sair da loja dirigindo o automóvel. O consumidor precisa ficar atento, pesquisar qual é o menor percentual de juros, nos bancos ou nas concessionárias. Em média, ao fim do financiamento o valor pago será 1,65 vezes maior.

Faça a cotação do seu seguro automóvel

A regra de ouro para decidir a compra de um veículo é lembra-se que as despesas não se encerram na compra. Há custo de combustível, de seguro, de IPVA, de manutenção, de estacionamento. Gastos que em um mês representam entre R$ 800,00 e R$ 900,00 por mês

Comentários

comentários